Autodesk Brasil lança software para plataforma BIM

Pablo Marlon

 Um software com conceito inteligente de trabalho para AEC (arquitetura, engenharia e construção) que evitar erros, conflitos e prevê resultados com exatidão nas modelagens chega em projetos brasileiros disseminado pela Autodesk – empresa líder no setor de 3D.

EstruturaAutodesk.
Divulgação: Foto

O Leadership Tour 2016, evento que a Autodesk Brasil está promovendo por diversas capitais brasileiras apresenta um programa para a plataforma BIM, apresenta um caráter arrojado e inovador para o ramo de edificações e afins. O software ajuda na redução de erros aperfeiçoa resultados, entregar projetos no prazo. É uma forte tendência mundial.

 Já na sua segunda edição, o Tour de BIM 2016 da Autodesk já passou por algumas cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Salvador, Recife, Florianópolis e Porto Alegre e outras cidades, o público conheceu um programa que permite a formação de um banco de dados de um projeto em um arquivo virtual, de fácil, prático e acessível às equipes envolvidas em todas as fases da cadeia produtiva da construção civil e industrial, ou seja, vai desde o planejamento do projeto, passando pelo orçamento, construção, suprimentos, operação, manutenção, entre outros.

Para quem não sabe, BIM é uma o modelamento virtual de um objeto com todas as suas características – podendo ser geométricas ou não-, agrupadas que facilitam a coordenação gerencial, o projeto, à construção, operação e manutenção desse objeto por todos os agentes envolvidos no processo. A modelagem das informações do edifício produz um exemplar digital integrado de todas as disciplinas de uma construção, abrangendo todo o ciclo de vida. A planta 3D sendo paramétrica e com Inter operacionalização são características que dão alicerce ao conceito.

PredioarteAudesk.
Divulgação: Foto

 O programa desenvolvido pela empresa da um suporte a toda a cadeia envolvida na construção. Preocupações com dias de desenho a mão, com choques entre hidráulica e elétrica é nulo, o tempo da obra tem o prazo na data, retrabalho não existe, então é somente aprender o funcionamento do software.

Segundo Claudio Pinto, Gerente Comercial da Autodesk-Brasil-, a empresa enxerga grandes possibilidades em um cenário brasileiro teoricamente desfavorável. “A Autodesk influencia as empresas fazer seus trabalhos com mais qualidade para diminuir o retrabalho em obras e na parte infraestruturas”, comenta.

Em vários países, o uso do BIM já é uma realidade. Os Estados Unidos criou um padrão da plataforma para novas edificações públicas. No Reino Unido, o BIM segue como proposta de redução custos em governamentais. Em países como Dinamarca, Finlândia e Noruega o uso de Modelagem de Informação da Construção é obrigatório nas obras que as empresas estatais. Na Ásia, utilizam o BIM para aprovarem projetos com mais rapidez.

Para Carlos Alejandro, Gerente Territorial RJ\ES da Autodesk, o Tour de BIM 2016, reflete uma nova maneira de elaborar e conduzir projetos.  “É um novo paradigma de trabalho em que há interação entre os projetistas, engenheiros, clientes, fornecedores e, estudantes como forma de aprendizado”, acrescenta Alejandro.

Para quem trabalha no ramo da construção e quer obter melhores resultados em seus projetos, no rio, por exemplo, a Firjan oferta o curso pelo SENAI.

 

pablomarlon@basedenoticias.com.br

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *