Bem feito!

Foto: internet

O presidenciável e deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), terá que pagar indenização por danos morais a comunidades quilombolas. A sentença foi deferida pela juíza Frana Elizabeth Mendes, da 26ª Vara Federal do Rio de Janeiro, o valor a ser pago será de 50 mil reais. Bolsonaro que segundo pesquisa, consta em segundo lugar como cotado para disputa nas eleições para presidente ano que vem, foi condenado por mais uma das boçalidades que fala. Convidado pelo Clube Hebraica do Rio de Janeiro (em Abril deste ano) fez comentários racistas. Na infeliz fala, disse: –  Quilombolas e indígenas atrapalham a economia. Eu fui num quilombo, o afrodescendente mais leve lá pesava sete arrobas. Não fazem nada!. Eu acho que nem pra procriador ele serve mais -, a afirmação causou náuseas naqueles que não aderem aos seus pensamentos.

Na época, o Clube Hebraico do Rio de Janeiro, tratou logo de se retratar, dizendo que as palavras do parlamentar (que nunca passou nenhuma emenda capaz de favorecer sequer algo para o Rio), não correspondiam ao pensamento da comunidade Judaica.  

A juíza considerou que as afirmações do deputado carioca, não estavam contidas na proteção da imunidade parlamentar. 

 

 

pablomarlon@basedenoticias.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *