A Brasileiríssima Cerimônia de Abertura da Rio 2016

CERIMONIA 1
Foto: Abertura

A Cerimônia de Abertura das Olimpíadas Rio 2016 deu o que falar! Foi uma autêntica festa verde e amarela com simplicidade e muito bom gosto. Concebida por Fernando Meirelles, Daniela Thomas, Andrucha Waddington e coreografias de Debora Colker foi  um show de luzes e cores.

Sucesso na mídia internacional, a apresentação contou com vários momentos empolgantes e emocionantes como hasteamento da bandeira Nacional e a interpretação do Hino Nacional por Paulinho da Viola acompanhado de orquestra. Em seguida artistas, bailarinos e projeções se misturaram para contar a origem da vida, a história do nosso descobrimento até chegar nas grandes metrópoles. Neste contexto de grandes descobertas, não se podia deixar de homenagear Santos Dumont e o 14 Bis.

CERIMONIA 2
Foto: Gisele Bündchen

  Em seguida, a música passou a ser o foco com a internacional Garota de Ipanema, cantada pelo neto de Tom Jobim, Danilo ao piano acompanhada por um desfilo mais que especial da Top Gisele Bündchen sob as curvas de Oscar Niemeyer. Saindo da Bossa Nova, o Funk foi o próximo ritmo com Ludmila em seguida o Samba de Elza Soares e Zeca Pagodinho, o Rap com Marcelo D2. Movimentos Feministas e culturais como a capoeira foram lembrados.

CERIMONIA 3
Foto: Arcos Olímpicos

Após o desfile das delegações sob as areias de Copacabana onde foram destaques a Delegação Olímpica de Refugiados e a modelo transexual Lea T, abrindo o desfile brasileiro representando a diversidade citada anteriormente por Regina Casé, a cerimônia passou a falar sobre dois temas de preocupação mundial: o meio ambiente e a sustentabilidade. Os painéis onde os atletas plantaram sementes foram movimentados de modo a formarem o Símbolo Olímpico que explodiu em um verde magnífico. As sementes serão replantadas no parque de Deodoro para se tornar a Floresta dos Atletas.

A cerimônia, após um forte recado sobre impactos ambientais, passou para a execução do Hino Olímpico e hasteamento da Bandeira Olímpica que foi carregada pelos atletas Emanuel, Sandra Pires, Marta, Oscar Schimidt, a jurista Ellen Gracie Northfleet e a médica Rosa Rosa Célia Pimentel,  após se deu o pronunciamento de dirigentes e juramento de atletas, juízes e técnicos. Dando seguimento, outro ponto brasileiríssimo foi a apresentação de Caetano Veloso, Gilberto Gil e Anitta acompanhados das baterias das Escolas de Samba do Rio de Janeiro.

CERIMONIA 5
Foto: Sol do norte-americano Anthony Howe

  A festa se encerra com o revezamento da tocha olímpica pelos ex-campeões, o tenista Gustavo Kuerten e a jogadora de basquete Hortência que a entregou nas mãos de Vanderlei Cordeiro de Lima para acender a Pira Olímpica em uma homenagem mais do que justa ao ex-maratonista.

FTO CRISTO A pira se transforma em um sol quando sua chama se combina com uma escultura cinética concebida do norte-americano Anthony Howe e representa o sol que se movimenta com o vento. O conjunto agora se encontra na frente da Candelária para que a população possa admirar o símbolo olímpico.

 Todo espetáculo foi pontuado por magníficas queimas de fogos que deixaram o palco da festa, o Maracanã, ainda mais imponente aos pés do Cristo Redentor!

pablomarlon@basedenoticias.com..br

claubasilio@gmail.com

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *