Comida di Buteco 2017, chega a sua 10ª Edição: o cereal é tema

 

ComidadiButeco2017
Arte: Comida di Buteco 2017

Concurso Comida di Buteco, que já faz parte do calendário carioca como um evento dos melhores petiscos da cozinha de raiz, aportará em diversos pontos do Rio de Janeiro. Nesta edição (10ª), o evento contará com 60 butecos, espalhados pelas regiões da Zona Portuária, Ilha da Gigóia, Baixada Fluminense, Ilha de Paquetá, Zona Sul e a grande Tijuca.  Os participantes terão a missão de apresentar um petisco exclusivo contendo o tema 2017: cereal.  E para isso, entre os dias 14 de abril a 14 de maio, a cozinha de raiz – quitute e o bar-, passarão pelo crivo do público e de um corpo de jurados, que vão eleger o melhor buteco da cidade. Cada concorrente será avaliado em quatro categorias: petisco, atendimento, higiene e temperatura da bebida; sendo que o petisco leva 70% do peso da nota e as demais categorias 10% cada uma. O voto do público vale 50% do peso total e dos jurados 50%.

Botequim Rio Antigo_Casal Rio Antigo A Enrolada e o Derretido_RJ_2016_Reynaldo Peixoto
Foto Reynaldo Peixoto : Botequim Rio Antigo Casal Rio Antigo A Enrolada e o Derretido RJ

O vencedor vai participar de uma etapa nacional em que concorrerão com outros 19 campeões de todo o Brasil, pelo prêmio de melhor dos melhores, levando a cidade e o buteco ao pódio da melhor cozinha de raiz do país. Na estreia desta categoria (2016), o Rio de janeiro com Bar do Davi, no Leme, ficou com o prêmio.

Criado em 2000, em Minas Gerais, e, há 10 anos na Cidade Maravilhosa, o concurso resgata e valoriza a culinária de raiz e os butecos espontâneo-tradicionais. A competição também tem a missão de TRANSFORMAR VIDAS ATRAVÉS DA COZINHA DE RAIZ.

A cada ano o concurso elege um tema para estimular a criatividade e pesquisa da cultura gastronômica… Para 2017 a pluralidade dos cereais – base da cadeia alimentar do brasileiro do norte ao sul do país -, foi o escolhido e promete fazer com que inúmeras possibilidades de petiscos sejam criadas. Entre as sugestões estão arroz, aveia, cevada, linhaça, milho, quinoa, trigo etc.

Pelo segundo ano consecutivo, os preços dos petiscos terão o preço máximo de R$ 25,90, um desafio à criatividade e ao acessível não perdendo uma de suas características mais importantes: serem democráticos.

didabar_cestinhadehauca_RJ_2016_Reynaldo Peixoto
Foto Reynaldo Peixoto: didabar cestinha de hauca – RJ

Os selecionados e classificados pela realização do concurso traçaram uma ideia bacana. É que para o buteco participar e ser caracterizado como  “ESPONTÂNEOS”,  lugar precisar ter o dono sempre à frente do negócio. Não pertencendo a redes ou franquias. Ou seja: Tendo a identidade de seu proprietário e na maioria das vezes, outras pessoas da família do dono trabalham com ele. Por isso os participantes do Comida di Buteco são butecos com U.

O acontecimento vem se consolidando ano a ano como uma das mais importantes plataformas de transformação social no segmento e contribui para a manutenção desses pequenos comércios num mercado tão concorrido e vulnerável, inúmeras vezes, mudando a vida de seus proprietários e famílias.

pablomarlon@basedenoticias.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *