Entrega do Velódromo Olímpico completa o Parque Olímpico da Barra

Instalação recebeu atletas de sete países em teste esportivo neste fim de semana. Pista foi aprovada pelos ciclistas.

09 de Maio de 2016 - Ministro do Esporte Leonardo Picciani durante entrevista para o Jornal The Washington Post. Foto: Roberto Castro/ME
Foto: Roberto Castro/ME

Com dezenas de atletas na pista de competição, o Velódromo Olímpico foi entregue ao Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 na manhã deste domingo (26.06). A entrega foi a última a ser realizada no Parque Olímpico da Barra, que já tem todas as instalações aptas a receberem competições. O palco das provas de ciclismo e paracilismo de pista recebeu R$ 143,5 milhões de investimentos, sendo R$ 118,8 milhões do Ministério do Esporte (R$ 112,9 milhões para construção e R$ 5,9 milhões para manutenção) e foi executado pela Prefeitura do Rio de Janeiro.

A pista de 250 metros é feita de pinho siberiano e foi desenhada pelo especialista alemão Ralph Schürmann. As placas e tesouras de madeira que dão suporte ao piso foram importadas da Alemanha. Foram utilizados cerca de 55 quilômetros de madeira e 94 treliças, além de 1,2 tonelada de pregos. O tipo de pinho utilizado é menos suscetível à umidade e ao calor, o que torna a pista mais durável. A instalação terá flexibilidade para outras configurações de arena e permitirá que o Rio de Janeiro possa sediar competições internacionais após os Jogos.

Ciclistas de sete países – Brasil, Suíça, Austrália, Rússia, Japão, China e Hong Kong – fizeram o teste esportivo da pista neste sábado e domingo. De acordo com eles, o atraso na entrega e a ausência de um evento-teste mais amplo não influenciaram na qualidade do local da competição.

25 de Junho de 2016 - SEvento teste no Velódromo. Foto: Roberto Castro/ME
25 de Junho de 2016 – SEvento teste no Velódromo. Foto: Roberto Castro/ME

“A pista já está ótima e estará em excelentes condições. Agora não temos nada a dever para nenhum outro lugar de competição do mundo. Foi uma honra testar a pista aqui como representante do Brasil”, afirmou Armando Camargo Filho, suplente de Gideoni Monteiro, o único brasileiro classificado para as disputas no Velódromo durante os Jogos Olímpicos.

Outro que aprovou a pista foi o suíço Gaël Suter. “O Velódromo é ótimo e a pista está muito bem construída. Acho que ela será muito rápida para os Jogos. Espero ter um bom desempenho aqui em agosto”, disse o suíço Gaël Suter, já classificado para as Olimpíadas.

Cerimônia de entrega

 O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, entregou simbolicamente a chave da instalação para o presidente do Comitê Organizador Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman. Também participaram da cerimônia desta manhã o ministro do Esporte, Leonardo Picciani; o presidente da Autoridade Pública Olímpica, Marcelo Pedroso; o diretor-executivo de Esportes do Comitê Olímpico Internacional, Christophe Dubi, e representantes do Comitê Olímpico do Brasil, Confederação Brasileira de Ciclismo e União Ciclística Internacional.

Fonte: Abelardo Mendes Jr – brasil2016.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *