Mercado Nacional de Chocolate Fortalece Exportação e Mostra a Força do Setor

Foto: ABICAB

Um balanço de dados numéricos feito semestralmente pela Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (ABICAB) mostra que a indústria brasileira responsável pela produção e exportação de produtos de chocolate se manteve praticamente estável no comparativo entre janeiro a junho de 2017 e o mesmo período do ano anterior, totalizando US$ 55,57 milhões em valor de exportação, uma alta de 4,7%.

 O estudo mostra que o consumo aparente influenciou no aumento significativo do volume de importações, registrando uma diferença de 22 mil toneladas entre 2016 e 2017. Tanto o volume de produção quanto o de exportações apresentaram leves contrações no comparativo final, diferença que, respectivamente, ficou na casa dos 0,4% e 2,2%, se comparados os volumes finais registrados até junho deste ano com o mesmo período do ano anterior.

 A produção de chocolate e outros produtos derivados do cacau é autossuficiente no Brasil em matérias-primas e tecnologia. “A indústria nacional de chocolate está madura. As empresas atuam com consistência e regularidade no abastecimento de produtos e exportam para mais de 100 países”, afirma Afonso Champi, vice-presidente do setor de chocolate da ABICAB. Segundo Champi, o amadurecimento do setor de chocolate e outros derivados do cacau ficam evidentes pelo próprio equilíbrio do mercado nacional, a capacidade de sustentação de volumes relevantes de exportação e espaço ainda para a introdução de produtos importados.

 A análise produzida pela ABICAB compilou detalhes de volume, preço, valor e região e apontou ainda que América do Sul está entre os principais destinos do chocolate nacional (85%).

 SOBRE A ABICAB

 A Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (ABICAB), fundada em 1957, representa os maiores  fabricantes do país junto às esferas pública e privada, no Brasil e no exterior. A indústria nacional representa em valor de venda R$ 25 bilhões, gerando mais de 42 mil empregos diretos e é considerada uma das maiores do mundo neste setor, sendo amplamente reconhecida pela qualidade e segurança de seus produtos. A ABICAB existe para desenvolver, proteger e promover as indústrias associadas, com o objetivo de estimular o consumo responsável. Atualmente, a entidade engloba a cadeia produtiva brasileira, representando 92% do mercado de chocolates, 93% do mercado de balas e confeitos, 62% do mercado de amendoim.

 

 

pablomarlon@basedenoticiais.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *