Mesmo com resistência, Garotinho faz traslado para Penitenciária de Bangu

 

garotinhoambulancia
Foto: Base de Notícias

Há exatos 22h45min da noite de ontem (17), o ex-governador Anthony Garotinho foi transferindo para o Hospital Penitenciário de Bangu. O traslado para o carceragem hospitalar prisional de Gericinó foi realizada pela SAMU e cercado de confusões. A mulher de Garotinho, a prefeita de Campos de Goytacazes, Rosinha Garotinho e outro membro da prole Garotinho, a deputada federal Clarissa Garotinho (PR-RJ), tiveram ataques de surto ao verem seu respectivo, deixar o Hospital Municipal de emergência, Souza Aguiar, no Centro do Rio.  

Deitado em uma maca e sendo conduzido por Polícias Federais e Bombeiros, o ex-parlamentar, esboçou reação física e verbal e foi necessária a intervenção dos agentes federais.  A prefeita de Campos e sua filha, aos gritos, foram amparadas por amigos e assessores.  

Rosinha que acompanhou a todo tempo, o marido internado no Souza Aguiar, também, queria estar ao lado do esposo no momento da ida para  UPA do Complexo Penitenciário Bangu foi barrada pelos Agentes Federais, daí, o bastante para o tumulto se acentuar.

“Frases como: “ele não é bandido, ele não é bandido” e,” deixa eu ir com ele, deixa eu ir com ele”, foram ditos pela esposa.  Já na porta da saída, a filha parlamentar, abraçada a uma amiga da família dizia: “meu pai não é bandido, querem matar ele lá, meu pai não é bandido”.

Populares pareciam satisfeitos e gravavam com seus telefones moveis o espetáculo triste e deprimente da família que já governou o Estado do Rio de Janeiro.

pablomarlon@basedenoticias.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *