Não vai calar!!! Não vai calar!!!

Foto: Severian Clístenes

Morte matada é algo cruel. É Tirar uma alma do eixo natural. Executaram a Marielle Franco e o rapaz que conduzia o carro, Anderson Pedro Mathias Gomes era o motorista. A parlamentar de origem pobre, etnicamente negra que tinha uma perspectiva plural, nasceu em lugar quase inóspito de qualquer direito, a favela da Maré (presente do governo militar).

Marielle era para muitos e, principalmente para as mulheres negras um exemplo. Um espelho: Ela foi uma prova que os meios não justificam os fins. A vereadora do PSOL mais votada em 2016 estudou em uma Universidade habitavelmente de pessoas brancas, em zona rica da cidade do Rio de Janeiro e completou suas jornadas acadêmicas em outra instituição não menos de classe media e alta. A UFF Universidade Federal Fluminense. Sociólogo, seu engajamento e trajetória não poderiam ser diferentes. Do movimento negro ao das mulheres, discutindo pauta sobre diversidade sexual,falando sobre a periferia, sobre jovens pobres e desassistidos, foi uma guerreira.

O assassinato foi uma resposta àqueles que ousam fazer de um cargo parlamentar: o bem, o certo, trilhar para o bem estar daqueles que dia a dia foram esquecidos. Daqueles que precisam ser ouvidos.  Só quem já teve em contato com lugares urbanos paupérrimos, com jovens e adultos sabe e se identificavam com sua causa, sua ousadia  se sensibilizaram com o fim trágico que ela e o amigo motorista – pai de família que deixa mulher e filho pequeno- tiveram na fatídica noite de ontem.

O bonito de tudo, dentro dessa catarse humana, social e política é assistir vários movimentos da mulherada unida e pedindo justiça de maneira calma, sensata e com paz.

A execução da vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Pedro Mathias Gomes somente mostrou que os movimentos estão cada vez mais fortes. Ações patifes, covardes não calarão pessoas do bem.

Que os anjos os recebam de braços abertos!!! Muita luz para todos!!!

 

pablomarlon@basedenoticias.com.br

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *