Rio de Janeiro é campeão nacional do Concurso “Comida di Boteco” 2016

 

Comidadibotecologo

Arte: Logo oficial do Concurso Nacional

Por Pablo Marlon

Um boteco a céu aberto com bastante bebida, comida e samba. Assim, ocorreu a 17ª edição do Concurso de “Comida di Buteco”. A festa de entrega da premiação dos ganhadores foi no espaço para eventos Solar, no Casarão de 1869,  anexo ao Centro de Convenções Sul América, no Rio de Janeiro.

Com uma estrutura expandida, o concurso de botequins brasileiros, não representa somente uma competição de melhor petisco de bar. O evento, essencialmente colocou os botecos de todo o Brasil para serem conhecidos. Esse posicionamento de mercado gerou novos desafios tanto para os organizadores quanto para os donos dos estabelecimentos.

FlaviaComidadiboteco

Foto de Marcos Pinto: Flávia Rocha na coletiva para Imprensa.

Para Flávia Rocha, uma das organizadoras do concurso, o evento vem valorizar a cultura de boteco, além de construir histórias de transformação de vidas e de fortalecer aquele boteco que tem as suas famílias tocando os pequenos negócios. “ Na verdade é valorizá-los e mudar a vida deles, para que a cidade possa descobri-los.
O nosso sonho é grande. Quando nós começamos a expansão, em 2008, foi na mesma época que viemos para o Rio, aí nós queríamos chegar a uma eleição nacional. Viemos aos poucos construindo. Não foi ao tempo que queríamos, mas estamos contentes com os resultados”, comenta Flávia.

O “Comida di Buteco” se tornou uma referência de negócios para quem é do ramo e para toda uma cadeia de business envolvida. Uma relação que todos ganharam. O evento proporcionou aos frequentadores de botequim e influenciou outros tantos a buscarem novos lugares. Basta pensar que o evento fez o carioca se deslocar do seu próprio bairro para outros municípios como os da Baixada Fluminense, em busca novos petiscos e outros atendimentos. Tradicionalmente, o carioca não sai do seu bairro para outro em busca de algo.

Foto: Petisco Campeão de Salvador

Este efeito não foi sentido somente no Rio de Janeiro. O Boteco da Mídia, localizado no bairro Pituaçu, em Salvador, foi o campeão deste concurso e passou ser a conhecido pelo povo da cidade graças ao concurso. O Bar que é novo na cidade ganhou com o prato original intitulado Trio Nordestino é composto por carne seca desfiada, aipim cozido e queijo coalho empanado.

RicardoSantiago.

Foto: Ricardo Santiago, (campeão de Salvador ) com o Bar da Mídia.

Segundo Ricardo Santiago, proprietário do Boteco da Mídia, o Comida di Buteco é tudo, pois o concurso mostrou o seu bar ao povo de salvador e o faturamento aumentou. “A vendagem dobrou praticamente, e a clientela mudou totalmente. Vem gente de toda Salvador conhecer meu bar. Sou muito agradecido ao Comida di Buteco. Tenho o meu bar há dois anos  e logo de cara ser campeão é maravilhoso”, diz contente.

O resultado do sucesso alcançado pelos bares participantes é mensurado de varias formas. A organização mede através dos faturamentos dos botecos, pelos números de votos, pela mídia espontânea atingida e pelos números de pessoas que circularam durante o período do concurso, então todos esses indicadores nos mostram que ano a não vamos crescendo e conquistando mais frequentadores a nossa causa. Explica Flavia.

Envolvidos

Foto de Marcos Pinto: Organização e equipe participante.

A premiação nacional contou com os 20 finalistas dos 500 participantes das regiões norte, nordeste, sul e sudeste. A votação começou em meados de abril com o término de todas as etapas em junho.
O perfil dos jurados foi composto por técnicos ligados à gastronomia, jornalistas, e apaixonados por botecos, que em comum tinham nenhuma restrição alimentar, quesito indispensável para participação. O voto teve o peso de público de 50%, e do júri os outros 50%. A apuração foi realizada pelo INSTITUTO VOX POPULI.

Ganhadores1º2ºe3ºlugar

Foto de Marcos Pinto: Ao centro: Davi, Campeão Nacional do Comida di Buteco ( Rio de Janeiro), à esquerda ( 3º Colocado Nacional, a dupla do Dom Rodrigo (Curitiba) e a direita, a 2ª colocação a dupla do Vila Aurora Bar ( São José do Rio Preto), interior de São Paulo.

Dos premiados da noite, o bar do David, do Rio de Janeiro, levou o título de melhor comida de boteco do Brasil com o tira gosto Ressurgência. Em segundo lugar ficou o Vila Aurora Bar, de São José do Rio Preto, e o prato foi a Colherada da Costela, já o terceiro colocado saiu de Curitiba. O Dom Rodrigo chegou a posição com a Porção de Bolinho de Carne Dois Queijos.

pablomarlon@basedenoticias.com.br

 

 

 

 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *