Transporte público é o mais indicado para ir ao Rock in Rio

Fique atento. A operação especial de tráfego que será implantada nos bairros da Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes, Vargens e Jacarepaguá contará com a participação de 550 homens/dia. Serão ainda utilizados 35 painéis de mensagens variáveis móveis e fixos que informarão sobre os horários dos diversos fechamentos, as rotas alternativas e as restrições de estacionamento. O Centro de Operações Rio (COR) fará o monitoramento de toda a área do evento com 54 câmeras, permitindo que técnicos da CET-Rio façam ajustes na programação dos sinais de trânsito, caso haja necessidade.

O sistema BRT e o metrô serão os principais meios de acesso à região e devem ser priorizados. Em razão do grande fluxo de público, duas estações do BRT serão fechadas. A Estação Parque Olímpico não vai operar, nos dias de evento, das 11h às 5h do dia seguinte. Os passageiros deverão se dirigir ao Terminal Olímpico, que funcionará 24 horas. A Estação Rio 2 ficará fechada entre os dias 16/9 e 18/9, e entre 22/9 e 25/9, de 0h às 5h. O público do evento deverá se dirigir somente ao Terminal Olímpico, e os usuários regulares do sistema deverão se dirigir à estação Pedro Correia.

A operação de transportes contará com um amplo reforço de frota do sistema BRT para atender à grande demanda de espectadores na região. Serão criadas linhas especiais para chegada e saída do Parque Olímpico, uma partindo do Terminal BRT Jardim Oceânico, sem paradas intermediárias, e outra saindo do Terminal Alvorada, com uma parada na Estação Via Parque, até o Terminal Olímpico. Haverá ainda uma linha especial na saída com destino a Madureira.

Ainda há outra opção. O Rock in Rio terá serviço especial de ônibus durante o evento, em setembro. Não será possível chegar de carro à Cidade do Rock pois somente moradores cadastrados e veículos de serviço terão acesso ao local do evento e seu entorno. Por isso, a organização do Rock in Rio e o Rio Ônibus divulgaram o serviço especial de ônibus — Primeira Classe — para os sete dias de evento. O objetivo do esquema de transporte é atender ao público que irá ao festival, sem causar transtornos à cidade do Rio de Janeiro e aos moradores que vivem no entorno da nova Cidade do Rock.

Assim como nas últimas edições, a única forma de chegar à Cidade do Rock será por meio de transporte público. Para facilitar o acesso, foram criados os serviços Primeira Classe, a forma mais confortável de chegar ao Rock in Rio. Os serviços são compostos por veículos do tipo rodoviário com ar-condicionado (frescão) e sairão de 17 pontos diferentes, localizados no Rio de Janeiro, Petrópolis e Niterói.

Como Funciona

Cada pessoa terá seu próprio cartão Rock in Rio Primeira Classe, que dará direito à ida e à volta, de acordo com os dias, horários e locais escolhidos durante o processo de compra. No embarque, a entrada será por ordem de chegada e a organização do Rock in Rio recomenda que os passageiros cheguem 15 minutos antes do horário estabelecido no cartão. A volta do evento poderá ser realizada sem horário pré-definido, a partir de 22h mediante a lotação máxima do veiculo, até duas horas após o término do último show do Palco Mundo.

A novidade para 2017 é o RioCard Duo, um cartão pré-pago com dupla função: transporte,  para a utilização no Primeira Classe e compras, para  ser utilizado dentro da Cidade do Rock desde que o cliente insira créditos pré-pagos.

Vendas

A venda dos bilhetes para o transporte Primeira Classe é feita através do site http://eventos.riocard.com/rockinrio. O valor da tarifa será de R$ 100,00 e dará direito à ida e à volta (mais o valor do frete de entrega do cartão).

Pontos de Embarque

Aeroporto Santos Dumont; Aeroporto Tom Jobim – Galeão, Barra da Tijuca,    Botafogo Praia Shopping, Centro, Copacabana, Ipanema, Lagoa, Méier, Norte Shopping, Recreio Shopping, Rodoviária Novo Rio, Shopping Nova América, Shopping Rio Sul, Tijuca/Saens Peña, Petrópolis e Niterói.

Mudança com relação às edições anteriores

Nesta edição do Rock in Rio terá a operação 24 horas do metrô para a saída do público, somente para embarque na estação Jardim Oceânico, com desembarque em todas as outras estações.

Na edição anterior, o bloqueio das vias do entorno começava no primeiro dia do evento e só reabria às 5h de segunda-feira, após o segundo fim de semana de shows. Este ano, o fechamento será das 11h às 5h, ficando toda a região aberta ao tráfego geral no período da manhã.

O local do evento saiu do Parque dos Atletas, na Avenida Salvador Allende, e foi para o Parque Olímpico, na Avenida Embaixador Abelardo Bueno. Com isso, a Salvador Allende só será bloqueada durante a noite.

Release: http://rockinrio.com/rio/pt-BR/imprensa

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *