Vamos ajudar Cristo Redentor !!!

campanha_cristo_redentor_2O lançamento da primeira grande campanha para a manutenção do Cristo Redentor aconteceu (ontem) terça-feira, 13 de dezembro, às 16h, no alto do Corcovado.  Na ocasião, o Arcebispo Metropolitano, Cardeal Orani João Tempesta, apresentou os gastos previstos, que somam 5 milhões ao ano.

A Arquidiocese vai programar as ações necessárias à conservação do Monumento e ao conforto dos visitantes e para isso vai chamar a sociedade ao engajamento nessa iniciativa para que o mais conhecido ponto turístico de peregrinações do Rio de Janeiro possa permanecer recebendo bem a todos.

Movimento semelhante aconteceu em 1923 e em 1929, quando a Igreja Católica realizou campanhas para a arrecadação de fundos visando à edificação do Monumento. Construído inteiramente com doações do povo brasileiro, o Cristo Redentor foi inaugurado no dia 12 de outubro de 1931 — Dia da padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, sob as bençãos do então cardeal, Sebastião Leme. Agora, 85 anos depois, como o Cristo Redentor já conquistou o coração de gente do mundo inteiro e atrai 3 milhões de visitantes por ano, a expectativa é a de que pessoas de todas as nacionalidades se sensibilizem.

“O Cristo é um monumento que fica no Brasil, no Rio, patrimônio da humanidade, e uma das sete maravilhas do mundo moderno. Desde que a Igreja assumiu seus direitos, cabe exclusivamente à Arquidiocese do Rio responder por toda manutenção. Por isso, se justifica o lançamento da campanha, que visa a colaboração dos fiéis para que continuemos esse importante trabalho de evangelização”, afirma o Cardeal.

Acontecimento

Foi em 1934 que a União transferiu oficialmente para a Arquidiocese do Rio de Janeiro o domínio da área de 477 metros quadrados do alto do Corcovado. Sem receber proventos da bilheteria de acesso ao Parque Nacional da Tijuca, a Instituição conta apenas com a doação dos que amam o Cristo Redentor e com as parcerias institucionais firmadas.

— Todos podem colaborar. Uma pequena contribuição de cada um nos ajuda a chegar no valor que investimos anualmente no Monumento. Empresas também podem participar dessa iniciativa. Precisamos é do engajamento na campanha por parte daqueles que reconhecem o valor desse símbolo para a Cidade, o País e o Mundo, explica o reitor do Santuário Cristo Redentor, Padre Omar Raposo.

 

Manutenção prevista para 2017

De acordo com a empresa Cone Sul Construções, o Cristo Redentor, em 2017, precisará passar por intervenções emergenciais que evitem o risco eminente de danos irreversíveis, e, por outras que visem sua conservação preventiva, logo, será necessário rever a malha de aterramento elétrico e providenciar um novo sistema de para-raios (spda), visando uma maior proteção contra danos causados devido às intempéries climáticas.

pablomarlon@basedenoticias.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *